Tag Archives: artes

Salazar, a nova revista de Cultura, Artes e Ideias

SALAZAR é um projecto cultural que contempla uma publicação digital, uma revista bimensal, workshops literários e artísticos, uma produtora de eventos culturais e uma editora de ficção. É uma ideia de pessoas jovens, qualificadas e com interesse fundamentado pelas artes e pelo país. Não pretende revolucionar ou provocar mas assume um carácter irónico e subversivo de análise e reflexão.

A Revista
SALAZAR é uma revista bimensal de cultura, artes e ideias. Publicamos para quem gosta de ler e todos os temas são motivo de reflexão e ensaio. Literatura, música, televisão, arquitectura, cinema, desporto, moda, locais, beleza ou columbofilia – se o pombo for interessante ou a competição revolucionária. O painel de colaboradores conta com figuras ilustres do jornalismo e da blogosfera portuguesa, talentosos ilustradores e fotógrafos criativos.

O Site
SALAZAR está alojado online no site www.salazar.com.pt. Aí, e em primeira mão, os textos que constam na revista, as novidades do projecto, os workshops a iniciar e os eventos organizados. O site de SALAZAR, no primeiro mês de existência, registou uma média diária de 1980 visitantes (+- 58 mil/mês), traduzindo o interesse que o projecto tem vindo a despertar junto do seu público-alvo (jovens licenciados, interessados e pensantes).Os Workshops SALAZAR planeia, promove e organiza workshops de criação e técnica literária, fotografia, ilustração, pintura e escultura no Porto e em Lisboa. Os seus formadores são profissionais credenciados e reconhecidos nos meios artísticos nos quais se inserem.

O Contexto
Jornalistas, escritores, artistas gráficos, ensaístas, críticos e humoristas de todas as idades expressam em SALAZAR diferentes aspectos da vida nacional, que, convenhamos, não anda fácil de ser compreendida. Numa situação como a actual, é melhor admitir a perplexidade do que prescrever receitas infalíveis de salvação. Não acudimos ninguém, assumimos a perplexidade mas primamos, sobretudo, pela reflexão. A nossa curiosidade, aliada à nossa certeza de que é difícil ter certeza, afasta-nos da seriedade taxativa de quem tem causas a defender e bandeiras a empunhar. Preferimos desconfiar de quem não tem dúvida, e achamos que um pouco de cepticismo não faz mal a ninguém – e a nenhum projecto.

O Nome
SALAZAR não tem resposta para tudo. Nem para quem pergunta por que se chama SALAZAR, porque a esse respeito ainda não chegamos a um consenso (existem, pelo menos, quatro versões). Podemos apenas garantir que nenhum dos colaboradores do projecto nutre simpatia por ideologias fascistas.

Source: Salazar